domingo, 20 de maio de 2007

A Tragédia do Darfur

20 euros. Sabem para que serve esta quantia? Para dar material escolar e uma sandes diária a uma criança do Darfur durante 3 meses. Muitas vezes, esta sandes é a unica refeição que têm por dia. O Darfur, para quem não sabe, é uma região do Sudão, em África, onde está a acontecer um genocídio. Não há comida, água, segurança, os desalojados são cada vez mais e as organizações e instituições humanitárias não têm mãos a medir.
A situação é muito grave. Como sabem faço parte do grupo Fé e Missão dos Missionários Combonianos. Um dos missionários que partiram para fora, está em Nyala, no Sudão. Ele pede ajuda urgente. As crianças e as mulheres são violadas e os acordos de paz não são respeitados. Por detrás de tudo isto está uma guerra entre os janjaweed (árabes) e os baggara (não árabes) que começou em 2003. Infelizmente, não se tem dado muita atenção a esta catástrofe, apesar de o Goveno sudanês já ter sido acusado pela ONU de cometer genocídio, um crime contra a Humanidade.
Como cristãos devemos ser cidadãos do mundo. Os Missionários Combonianos têm uma campanha para angariar fundos, mas também para divulgar e pedir às pessoas que rezem por estes nossos irmãos em Cristo. Em http://feemissao.blogspot.com/index.html#5918610998504689768 ficam a conhecer um pouco mais sobre o Darfur e esta campanha. Neste link podem também ver, no lado esquerdo, um vídeo onde retrata o que se passa lá e onde dá testemunho do missionário comboniano que está a tentar ser uma gota de água entre estes irmãos em Cristo.
Ajudem como poderem: fazendo uma doação em dinheiro, divulgando nos vossos blogs e entre os amigos, rezando. O importante é ajudar. Já morreram mais de 400 mil pessoas.

4 comentários:

O Micróbio II disse...

Já muito se disse sobre Darfur e tão pouco se fez!!!

borboleta disse...

Darfur é um cancro que ninguém faz nada para encontar o tal remédio milagroso.
O que acontece é deplorante enquanto se gasta inúmeros € na guerra

heresias consentidas disse...

olá
dskpem mas até me kusta komentar!
nada tenho contra o darfur, k nem konheço - e atrevo-me a falar pela esmagadora maioria dos portugueses k saberão tanto do darfur komo eu!...
sei bem k o evangelho ensina k Cristo mandou os apóstolos mais ou menos assim "ide por toda a parte e ..." mas este por toda a parte tinha um significado bem distinto e a geografia de há 2000 e tal não é a de hoje!...
falar de darful ou de outro lado qualquer do mundo, qd ouvimos líderes religiosos a socorrerem-se das televisões para denunciarem "bolsas de pobreza" aqui mesmo na porta dos nossos vizinhos é no mínimo... (apaguei o adjectivo!...)

não há ng que não conheça a chamada "miséria franciscana" junto da sua porta!...

eu, que vivo em Viseu, já ouvi diversas vezes o Bispo, D. Ilídio Leandro, a clamar pela carência extrema de famílias esfomeadas... e conforme ele, muitos outros, por esse Portugal fóra...

enfim! não digo mais nada, pk eu até tinha prometido não comentar!

quando Cristo viu a multidão a quem falava murmurar com a fome, entendeu que era a altura de concretizar o milagre da multiplicação dos pães, não é assim que diz a Bíblia?

penso que Cristo também poderia falar de outras terras, outras gentes, outros esfomeados! mas não! a fome era ali e foi ali que ele acudiu no momento em que a viu e a sentiu!...

toda a gente sabe o valor da proximidade! diz-nos respeito a doença de um vizinho, de uma forma que não nos diz a morte de um gajo qualquer na India...

xi-coração
herc

ps: podem apagar este coment... tb não sei mesmo para que o eskrevi

Maria João disse...

O cristão é um cidadão do mundo. Todos somos filhos de Deus. O amor é infinto. Tanto podemos ajudar quem está próximo de nós, como aqueles que estão mais afastados. O nosso trabalho como missionários não é só no Darfur. Também ajudamos aqueles que estão ao pé de nós. Mas, lá está. O amor é infinito e por isso também ajudamos aqueles que estão longe.

xi-coração