sábado, 22 de dezembro de 2007

Canção para hoje



Monte Castelo

Ainda que eu falasse a língua dos homens
E falasse a língua dos anjos,
Sem amor eu nada seria.

É só o amor, é só o amor
Que conhece o que é verdade.
O amor é bom, não quer o mal,
Não sente inveja ou se envaidece.

Amor é fogo que arde sem se ver;
É ferida que dói e não se sente;
É um contentamento descontente;
É dor que desatina sem doer.

Ainda que eu falasse a língua dos homens
E falasse a língua dos anjos,
Sem amor eu nada seria.

É um não querer, mais que bem querer;
É solitário andar por entre as gentes;
É um não contentar-se de contente;
É cuidar que se ganha em se perder.

É estar-se preso por vontade;
É servir a quem vence, o vencedor;
É um ter com quem nos mata lealdade.
Tão contrário a si é o mesmo amor.

Estou acordado e todos dormem,
Todos dormem, todos dormem.
Agora vejo em parte,
Mas então veremos face a Face.

É só o amor, é só o amor
Que conhece o que é verdade.
O amor é bom, não quer o mal,
Não sente inveja ou se envaidece.

Faltam 2 dias...


Legião Urbana (I carta aos Coríntios, capítulo 13 / Soneto 11 de Camões)


Do blog Arte das artes

2 comentários:

joão oliveira disse...

Desejos de um feliz Natal em familia e um mui prospero ano de 2008.

Atravessamos uma das mais belas fases das nossas vidas sempre que é Natal, apesar de muitas vezes nos esquecermos dos outros, dos que mais precisam, nestas alturas e durante o resto do ano.

Pelo menos e dentro do que nos for possível, ajudemos quem mais precisa, não só agora por ser Natal, mas também durante o ano.

um abraço

Amor disse...

quizá las más bellas palabras de toda la biblia

:-)

amor